sexta-feira, 5 de dezembro de 2014

Robert Scheidt é vice-líder na Stars Sailors League nas Bahamas

Robert e Bruno Prada mantiveram a regularidade no segundo dia de regatas em Nassau. Nesta sexta serão definidas as tripulações que seguem para a segunda fase

Robert e Bruno em Nassau | Gilles-Martin Raget/SSL

Nassau (BAH) - Atuais campeões da Star Sailors League (SSL) Finals, Robert Scheidt e Bruno Prada disputaram mais três regatas nesta quinta-feira (4) em Nassau, nas Bahamas, pela fase de classificação do campeonato, que reúne 20 das principais tripulações de Star na vela mundial. 

Obtiveram um sétimo e dois quartos lugares, o suficiente para se posicionarem como vice-líderes, com 18 pontos perdidos, dez a mais do que os líderes, os americanos Mendelblatt e Fatih, com oito. A dupla alemã Polgar e Koy, com 21, ocupa a terceira colocação. 

Na primeira regata do dia, a quarta da SSL Finals, Robert e Bruno passaram do limite no momento de contornar a primeira boia de contravento. Perderam tempo para retornar e recuperar o rumo certo "Cometi um erro grande, de novo. Não consegui montar a boia. Foi como se tivesse pagado um pênalti", considerou Robert, que ainda conseguiu chegar na sétima colocação. A dupla americana Mendelblatt e Fatih venceu praticamente de ponta a ponta, com 60min24, seguidos pelo campeão olímpico de Star, em Londres, Freddy Loof e seu proeiro Anders Ekstrom, ambos da Suécia. O vento nordeste esteve sempre em torno de 15 nós (27 km/h)

Após a segunda largada os tricampeões mundiais de Star mantiveram-se em posição intermediária na flotilha. Contornaram a primeira boia em 12º lugar. Partiram para a recuperação na primeira perna de popa, saltando para a sétima colocação. Na quarta e última perna, também em popa, chegaram ao segundo lugar, mas perto da linha de chegada escolheram o lado direito da raia, enquanto o vento favoreceu a esquerda. Robert e Bruno chegaram na quarta posição, a 53 segundos de Mark Mendelblatt, que obteve a segunda vitória no dia. O francês Rohart foi o segundo e o croata Gaspic, o terceiro. 

Na última disputa desta quinta-feira, a sexta do campeonato, Robert repetiu a colocação anterior. Manteve-se sempre entre os cinco primeiros. Travou duelos com, o alemão Polgar, Jorge Zarif e Mendelblatt, o velejador mais regular do dia. A dupla Polgar e Koy venceu com 56min23, com Mendelblatt em segundo e Jorginho em terceiro lugar. Robert ficou a 30 segundos do vencedor. "O importante é ficar em primeiro para evitar a próxima fase, mas hoje não teve jeito, o americano (Mendelblatt) velejou com muita velocidade", analisou Robert, patrocinado pelo Banco do Brasil, Rolex e Deloitte, com os apoios de Audi, COB e CBVela. 

Para o novo líder da SSL Finals, o dia foi perfeito. "Fiz grandes regatas, sempre com vento adequado e velocidade suficiente para me manter à frente. Por enquanto só estou tentando velejar da melhor forma possível, a cada regata, sem pensar em resultado final", argumentou Mendelblatt, bronze na primeira edição da SSL Finals em 2013, também com sede no Nassau Yacht Club (NYC). 

Nesta sexta (5), mais três largadas definem os barcos para as quartas de final. Como o primeiro colocado passa direto à semi, estarão classificados do segundo ao 11º, após nove regatas. A semifinal terá sete tripulações e a final, quatro. As três séries estão previstas para este sábado (6), dia decisivo. A primeira regata do dia começa às 11h em Nassau (14h em Brasília). Entre as outras três duplas brasileiras, Zarif e Boening estão em oitavo, Torben e Guilherme em 16º, e Fuchs e Seifert em 20º lugar.

Classificação após três regatas e um descarte

1. Mendelblatt/Fatih (EUA) - 8 pontos perdidos (1+[10]+3+1+1+2)
2. Scheidt/Prada (BRA) - 18 pp ([7]+1+2+7+4+4)
3. Polgar/Koy (ALE) - 21 pp ([9]+3+6+2+13+1)
4. Loof/Ekstrom (SUE) - 22 pp (4+[12]+4+3+6+5)
5. Rohart/Ponsot (FRA) - 29 pp (6+2+[13]+9+2+10)
6. Negri/Lambertenghi - 29 pp (5+5+[10]+6+5+8)
7. Kusznierewicz/Zycki (POL) - 36 pp (10+8+[12]+4+7+7)
8. Zarif/Boening (BRA) - 37 pp (15+7+1+[17]+11+3)
9. Scott/Milne (ING) - 39 pp ([13]+4+5+11+8+11)
10. Gaspic/Sitic (CRO) - 46 pp ([14]+14+7+10+3+12)
11. Papathanasiou/Tsotras (GRE) - 55 pp (2+9+9+16+[20]+19)

Campanha de Robert Scheidt na temporada 2014, na classe Laser 

Ouro na Copa Brasil - Niterói (BRA), janeiro
Prata na etapa de Miami Copa do Mundo de Vela - Miami (USA), fevereiro
9º na etapa de Palma de Mallorca da Copa do Mundo de Vela - Palma de Mallorca (ESP), abril
4º na etapa de Hyères da Copa do Mundo de Vela - Hyères (FRA), abril
Ouro na Semana Olímpica de Garda Trentino - Garda (ITA), maio
5º no Europeu de Vela - Split (CRO), junho
Ouro no Sudeste Brasileiro de Laser - Rio de Janeiro (BRA), julho
4º no Aquece Rio International Regatta - Rio de Janeiro (BRA), agosto
5º no Mundial de Vela da ISAF - Santander (ESP), setembro

Maior atleta olímpico brasileiro

Laser
Onze títulos mundiais - 1991 (juvenil), 1995, 1996, 1997, 2000, 2001, 2002*, 2004 e 2005 e 2013
*Em 2002, foram realizados, separadamente, o Mundial de Vela da Isaf e o Mundial de Laser, ambos vencidos por Robert Scheidt
Três medalhas olímpicas - ouro em Atlanta/1996 e Atenas/2004, prata em Sydney/2000

Star
Três títulos mundiais - 2007, 2011 e 2012*
*Além de Scheidt e Bruno Prada, só os italianos Agostino Straulino e Nicolo Rode venceram três mundiais velejando juntos, na história da classe
Duas medalhas olímpicas - prata em Pequim/2008 e bronze em Londres/2012

Mais informações em www.robertscheidt.com.br

Twitter: @robert_scheidt
Facebook: Robert Scheidt

Juliana Leite | Local